Top Menu

Planejamento de marketing para 2017: por onde começar

Um dos momentos mais importantes para seu negócio é o planejamento de marketing anual. Nele são definidos quais os rumos do negócio e quais estratégias serão adotadas no próximo ano. Esse é um processo que deve ser realizado com muita atenção sobre as metas do negócio.

Listamos aqui um roteiro que pode ser seguido para facilitar seu planejamento de marketing para 2017. Claro que alguns pontos podem variar de empresa para empresa (e adaptados), mas a lista serve como parâmetro. Confira:

Pré-planejamento de marketing – diagnósticos do cenário atual

(Essa etapa deve ser conduzida pelos gestores do time de marketing)

  • Reúna dados: o primeiro passo é reunir as informações do ano anterior – canais utilizados, conversão, receita, last click. Todas essas informações serão base para os próximos passos. Se você utiliza uma plataforma como a Admatic, terá acesso a todo o histórico das campanhas, desde o momento da contratação do serviço. Aqui, vale fazer análises específicas, por exemplo: qual canal gerou mais conversão e receita, quais categorias performaram melhor (smartphone ou desktop, por exemplo).
  • Planejamento do negócio: no pré-planejamento de marketing você precisa também estar com o planejamento do negócio na ponta da língua, afinal, será preciso alinhar as ações de marketing e performance com o objetivo da empresa para 2017.
  • Mapeie estratégias e projetos da concorrência: vale também olhar para as ações que foram desenvolvidas por seus principais concorrentes. Sejam elas de venda, social media ou mesmo de relacionamento com os clientes. Vale destacar todas elas e apontar aquelas que foram destaque positivo e as que foram um erro da concorrência.  
  • Calendários com as principais datas do próximo ano: liste todas as principais datas de 2017. Nessa lista devem estar datas importantes como Black Friday e Natal, além daquelas de nicho, como Dia do Orgulho Nerd, por exemplo.
  • Prepare a equipe que participará do planejamento: condense todo o material coletado e encaminhe para os membros do time que irão participar do planejamento e ajudarão a definir os rumos da área de marketing no próximo ano. Assim, eles chegarão preparados e já podem pensar, antes da reunião, no que pode ser adotado e como desenvolver cada plano. Se esse envio for feito com pelo uma semana de antecedência, melhor. Vale também pedir para eles apontarem os pontos positivos e negativos dos últimos 365 dias.

Planejamento de marketing

  • Debate sobre os materiais enviados ao time: proponha um debate com os participantes do planejamento sobre os materiais enviados uma semana antes. Desse papo podem surgir insights importantes sobre os rumos do negócio, além de ideias sobre que tipos de ações podem ser desenvolvidas.
  • Definição de seu público alvo: durante o planejamento é importante conversar sobre quem será o público-alvo da empresa, e que deve ser trabalhado pelo time de marketing. Em alguns casos podem ser usados os mesmos perfis do ano anterior como base, mas é preciso analisar o CRM ou a planilha de clientes para identificar se condiz com o target que havia sido definido. Se for muito diferente, é preciso readequar o foco e a comunicação.
  • Canais que serão utilizados: chegando até aqui você terá um público definido e o comportamento dos canais utilizados no ano anterior. Agora, é preciso entender quais fazem sentido serem mantidos ou aqueles que podem ser deixados de lado. Por exemplo, se em 2016 os comparadores de preço representaram algo em torno de 70% de sua receita, eles precisam continuar no projeto. Agora, se Google Adwords tem representado menos de 5% de suas vendas e ainda consome muito de seu budget, é melhor reestruturar a campanha ou deixar o canal em standby.
  • Definição de objetivos e metas: nessa etapa serão definidos os números a serem alcançados, como por exemplo, a quantidade de venda e receita que se espera atingir por canal e período específicos – as informações de campanhas do último ano serão úteis, já que nortearão as metas definidas para 2017. Se você conseguiu receita de R$ 1.000,00 com Facebook Ads e vai aumentar o investimento nesse canal em 30%, é preciso entender o quanto isso impactará no resultado e qual meta deve ser alinhada. Vale estruturar quanto o marketing vai gerar, em receita, para a loja virtual e como serão divididos os percentuais entre cada canal, daí você terá o que eles devem trazer para o negócio.
  • Mobile tem que fazer parte de suas ações: os últimos dados do E-bit, um dos principais indicadores do e-commerce no Brasil, tem mostrado um grande crescimento do mobile. Só na última edição da Black Friday foram quase 20% das compras realizadas por essas plataformas. Por isso é importante pensar em estratégias que atinjam esse público.  Alguns canais, como o Facebook, já permite direcionar anúncios específicos para o Mobile.

Pós-planejamento

Com relação ao planejamento de marketing podem surgir outros pontos a serem debatidos, mas esses tópicos ajudam a conduzir o encontro e canalizar os esforços. Porém, não se limite ao momento do planejamento – se atenha a dois pontos importantes após as definições. São eles:

  • Mãos à obra: é preciso colocar tudo em prática, afinal, o PPT ou o Excel vai aceitar tudo o que você colocar neles, mas é preciso trabalho duro para conseguir alcançar os resultados esperados.
  • Revisite o planejamento de marketing ssível: durante o ano pode ser que alguns processos saiam dos eixos, por isso é preciso revisitar o planejamento sempre que necessário.

E então? Esse material vai te ajudar (ou ajudou) no planejamento de marketing? Compartilhe conosco e não deixe de expressar suas dúvidas ou percepções sobre o assunto.

 


Close