Top Menu

O que é marketing de performance e por que ele é tão importante para as empresas?

O marketing de performance é uma categoria do marketing digital, mas que é 100% focada em resultados. Como a mídia digital consegue trabalhar bem com o registro de dados, é fácil acompanhar as ações do cliente em um anúncio: se a campanha foi exibida para ele, se ele clicou no anúncio, acessou o site, colocou o produto no carrinho, finalizou ou não a compra e outros aspectos.

A performance consegue contabilizar esses números e gerar dados e relatórios que mostram se os negócios fechados por pessoas impactadas custeia o investimento que foi feito. Fora isso, mostra qual canal de divulgação gera o maior retorno financeiro e ticket médio, qual campanha se sai melhor e qual produto e de quais categorias geram maior número de conversão. Ou seja, dados estratégicos para o gestor de um e-commerce saber como pode direcionar, de forma mais assertiva, seu orçamento, enxugando as cifras investidas em canais pouco eficazes e aumentando naqueles que geram maior retorno.

Mas, por que o marketing de performance é tão importante para as empresas?

Pense você: uma marca de refrigerante faz uma campanha para a TV aberta no canal X, que é o mais acessado do país. A marca sabe, por exemplo, qual a média de espectadores com a TV ligada naquele horário em que a campanha é veiculada. Mas como saber quantas pessoas, de fato, viram o anúncio? E como saber quantos refrigerantes foram vendidos a mais exclusivamente para as pessoas que foram impactadas pelo anúncio?

Esse cenário é próprio do marketing de awareness porque, é claro que as marcas obtêm algum resultado, ou do contrário não continuariam a investir nestas mídias, mas esse retorno não é tão palpável assim. Ela não pode identificar o momento em que o investimento no canal Y, que é apenas o terceiro mais assistido, estará retornando mais clientes para ela que os veiculados na outra mídia. É impossível para ela entender isso.

Já a performance usa as facilidades da mídia digital para acompanhar todo o trajeto do cliente e tornar os investimentos mais certeiros, especialmente para os e-commerces. De que forma? Amarrando o anúncio ao seu trajeto: quantas vezes o anúncio foi acionado e exibido para o cliente, quantas vezes os clientes clicaram nele e quantas vezes iniciaram e concluíram uma compra ou a iniciaram, mas desistiram dela. Gerir dados como estes permite conhecer onde há amarras no processo do marketing e saber exatamente o que melhorar, de forma clínica.

Veja alguns exemplos:

Cenário: o cliente vê o anúncio, mas raramente clica

Ação: melhorar o texto, imagens e estratégias do anúncio

Cenário: o cliente vê o anúncio e clica nele, mas sai do e-commerce

Ação: segmentar anúncios com produtos que sejam de seu interesse, usar os mesmos anúncios para outro perfil de público ou melhorar o site

Cenário: o cliente vê o anúncio e clica nele, coloca o produto no carrinho, mas desiste da compra

Ação: melhorar a confiabilidade do site, investir em segurança ou melhorar as opções de pagamento

Claro, estes exemplos são uma pequena mostra do que é possível mensurar no marketing de performance, mas este é seu principal diferencial: a capacidade de medir dados que apontam se a mídia escolhida é eficiente, se o canal escolhido é uma boa, se o site atende os requisitos básicos para o cliente comprar e etc.

Com isso, o gestor tem um apanhado estratégico para direcionar melhor seu investimento e saber claramente como a verba retorna para ele (ou se ela se perde no meio do caminho). Ele consegue investir no melhor canal para seu negócio e ter informações sobre qual é esse melhor canal para ele, não se baseando na média nacional, mas em números específicos sobre o negócio e nas ações de marketing de performance.

 


Close