Top Menu

cpa cpc

Para quem começou ou já está acostumado a anunciar na internet, é natural que tenha que escolher entre diferentes modelos de cobrança de anúncio. Alguns dos mais conhecidos são o CPA e o CPC.

Apesar dos termos serem amplamente usados, pode não ficar muito claro a diferença entre eles, tanto no sistema de cobrança, quanto nas características e aplicações de cada um. Pensando nisso, fizemos um comparativo entre os dois modelos para que você conheça melhor o que é e quando utilizar o CPC ou CPA.

 

Modelo de cobrança: CPA

É o custo por aquisição, ou seja, o valor que você paga pelo anúncio após gerar uma conversão em vendas ou algum tipo de ação, como o download de um e-book, visualização de um vídeo e etc.

Por ser bastante objetivo para a geração de receita e resultados, a cobrança costuma ser mais elevada que outros modelos, chegando a taxas de 50% do valor da aquisição.

Algumas plataformas, como o Google AdWords, podem ter restrições para liberar esse modelo e só permitindo esse tipo de cobrança para anunciantes que tenham um bom histórico de conversões. Além disso, as campanhas podem ser automatizadas por padrão, sem a possibilidade de ajustes manuais.

Trata-se de um modelo indicado para empresas que tenham uma margem de lucro alta em relação aos custos de venda do produto ou cujas conversões gerem clientes fidelizados, por muito tempo, com a marca.

Se seu anúncio não gera conversões e esse é seu objetivo, então é possível que você enfrente algum destes problemas:

  • O site está ruim – pode ser por um problema de informações, design, usabilidade, segurança e etc;
  • O anúncio e o site não correspondem – o texto ou imagem do anúncio passa uma mensagem e o site ou produto passam uma informação diferente.

 

Modelo de cobrança: CPC

É o custo por clique, ou seja, o valor que você paga por cada clique recebido no anúncio.

Este modelo de cobrança é o padrão dos anúncios em texto do Google Adwords, por exemplo. Neste caso, o anunciante oferece um lance por uma palavra-chave e se o anúncio aparecer na busca e o usuário clicar, será cobrado um determinado valor sobre esse clique.

O CPC é relevante pois o cliente viu e clicou no anúncio, mostrando interesse. Nesse caso, cabe ao seu site finalizar a venda ou conversão do cliente, caso esse seja o objetivo ou apenas impactá-lo com a marca.

Anúncios cobrados por CPC podem ajudar a aumentar o tráfego que seu site, e-commerce ou blog recebe, gerando maior exposição de marca. Mas, como o próprio AdWords já mostra, esse modelo pode ser muito eficaz para gerar vendas em um curto espaço de tempo.

Se seu anúncio não gera cliques e esse é seu objetivo, então é possível que você enfrente algum destes problemas:

  • O anúncio está ruim – o texto e imagens do anúncio não estão impactando o cliente final e precisam ser melhorados;
  • A segmentação é incorreta – o canal escolhido não dialoga com seu público-alvo ou as configurações de campanha (sexo, localidade e etc) não foram bem definidas.

 

Estas são as principais diferenças entre CPA e CPC e que podem orientá-lo a escolher o melhor modelo de cobrança para suas campanhas de marketing.

Close