Top Menu

gestão financeira

Como a inteligência de marketing ajuda a equilibrar a gestão financeira das empresas?

A gestão financeira das empresas é sempre um assunto delicado: como cortar custos que realmente impactam o negócio sem afetar benefícios e facilidades cujo corte gere indisposição com os funcionários? A diferença, claro, mora nos detalhes. Documentação eletrônica ao invés de impressa, redução de estoque que não possui giro ou compras em maior volume para obtenção de descontos especiais são algumas medidas frequentes para quem gerencia as finanças de um e-commerce. Mas, é possível ir além disso.

Quando o assunto é o marketing das empresas o desafio é muito maior, porque as campanhas podem exigir muito recurso e, no entanto, o retorno gerado é importante para que a empresa consiga gerar ativos. Não mexer nestas contas é um problema porque parte dos recursos pode ser perdida com campanhas de baixo retorno e, por outro lado, pará-las por completo é um problema porque impacta diretamente na receita da empresa. Nessa hora a solução está na inteligência de marketing.

O que é a inteligência de marketing e como ela contribui na gestão financeira e redução de custos dos e-commerces?

A inteligência de marketing é um recurso que utiliza o chamado “big data”, ou seja, uma grande base de dados, para obter uma leitura mais profunda sobre as movimentações geradas pelo marketing de resultados de uma empresa. Quando uma empresa faz campanhas eletrônicas frequentemente é possível acompanhar cada etapa do anúncio e movimentações do público-alvo, como a exibição do anúncio, número de cliques, custo do anúncio, ROI e receita gerada na campanha, etc.

gestão financeira

Trecho do relatório enviado pela plataforma de inteligência de marketing Admatic (dados fictícios)

Com isso, as empresas conseguem observar quais campanhas, anúncios, produtos e categorias de produtos realmente contribuem para gerar receita e quais consomem recursos, mas não retornam a verba investida. Uma empresa que anuncia no Facebook, Google e Buscapé e obtém retorno com o marketing estaria apta, por exemplo, para entender que apenas o Facebook está gerando retorno positivo e poderia aperfeiçoar suas campanhas em outros canais para elas também gerarem retorno positivo.

Outro exemplo seria entender que apesar das campanhas no Facebook gerarem receita, apenas as campanhas de retargeting geram ROI positivo, e que entre elas, as que fazem ofertas na categoria de smartphones geram uma receita bem maior. É esse tipo de percepção aprofundada que a inteligência de marketing pode gerar e que pode nortear ações que ajudam na gestão financeira das empresas.

Como os investimentos de marketing costumam exigir uma média de 10% do faturamento das empresas (Gartner Research study, 2014), quanto melhor gerido esse dinheiro, mais sucesso na gestão financeira as empresas costumam ter. Para aquelas que investem ainda mais em marketing, como a SalesForce e a Tableau que direcionam 53% de suas receitas para essa área, a inteligência de marketing faz total diferença para que mantenham as contas em dia.

Como o gestor financeiro pode trabalhar lado a lado da equipe de marketing?

Primeiramente, é necessário entender a contribuição do marketing para a geração de receita na sua empresa. O marketing ainda é uma área tão poderosa para gerar ativos quanto as equipes de vendas e, caso o setor esteja enfrentando problemas, cabe entender o que é preciso ser feito para que ele passe a contribuir de forma mais expressiva para gerar lucro.

Profissionais qualificados com capacidade criativa, mas também analítica, é um requisito básico. Além disso, é preciso acompanhar o quanto eles conseguem ter de visibilidade de suas ações e como podem tomar ações clínicas para melhorar o resultado da empresa. Frequentemente uma ferramenta de inteligência de marketing será adequada para que possam ter melhor percepção de suas ações, pausar campanhas pouco efetivas, reestruturar estratégias onde possível, direcionar a verba de campanhas de baixo retorno para os canais que “funcionam melhor” para gerar resultados.

Por isso, o gestor financeiro pode estruturar o investimento em uma plataforma de inteligência de marketing e a economia gerada por ela ao longo do ano. Após a contratação, o setor financeiro também pode solicitar relatórios do time de marketing com acompanhamento de investimentos e resultados. Essas análises podem ajudar a mostrar se as ações estão ou não sendo bem estruturadas e quanto a empresa conseguiu poupar (ou ampliar em receita) após a adoção desta plataforma.

O gestor financeiro também pode acompanhar resultados segmentados dentro do marketing, entendendo investimentos x. retorno de cada canal, de cada campanha e por categoria de produtos. Desta forma, ele também pode sugerir mudanças e redirecionamento da verba investida para manter o equilíbrio da gestão financeira corporativa.

Este é um trabalho em parceria entre o Financeiro e o Marketing e que pode dar muito certo na hora de cortar despesas e melhorar a receita da empresa. É uma forma de envolver outros setores no corte de custos, propondo uma visão global da área e maior consciência na aplicação dos recursos da empresa.  Quer dizer, está tudo bem investir na divulgação, mas, como todo investimento, é preciso (e possível) ter certeza de que ele realmente gera retorno.

Clique aqui e baixe o modelo de relatório completo que a plataforma de inteligência de marketing Admatic envia para seus clientes e saiba como e onde é possível economizar.

relatório de marketing para otimizar a gestão financeira


Close