Top Menu

influenciadores-digitais-ecommerce

Influenciadores digitais podem ajudar a tornar seu e-commerce mais relevante, mas é preciso saber escolher as pessoas certas

Divulgar seu e-commerce e produtos pode ser uma tarefa difícil quando ninguém conhece muito bem sua reputação. Nessa hora, os influenciadores digitais são de grande valia para que as pessoas te conheçam e queiram comprar com você.

Um bom influenciador costuma ter uma audiência significativa, altas capacidades de engajar as pessoas com quem conversa e afinidade com seus valores e marca. Contratar, por exemplo, uma blogueira de moda para falar de produtos focados no setor automotivo pode ser um mau investimento se esta influenciadora não manifestar qualquer interesse por carros. O mesmo vale para qualquer setor em que você se encontre: é preciso analisar quem são as pessoas que vão divulgar seu e-commerce, quão relevantes são em seu nicho de atuação e o poder que cada um tem de gerar envolvimento.

Abaixo estão 3 dicas básicas para usar na hora de escolher influenciadores digitais para seu e-commerce:

1 – Analise o perfil do influenciador

Você espera que uma celebridade faça suas campanhas ou que o influenciador seja um “nativo digital”, ou seja, alguém que cria e publica conteúdo na internet e adquiriu autoridade em seu segmento?

Cada um deles tem um papel e um efeito sobre o público. As celebridades da TV e rádio, por exemplo, são vistas como figuras mais idealizadas e distantes do público. Mas, se você tem um objetivo conceitual com o produto, de que ele pareça acessível ‘para poucos”, contratá-los pode ser uma estratégia,

Já se você procura criar um envolvimento maior com sua marca, os influenciadores nativos digitais podem apresentar resultados melhores, já que possuem maior influência emocional, soam espontâneos e conseguem criar conexões mais profundas com o consumidor. O ideal aqui é que eles tenham um número relativo de seguidores, mas que não seja tão alto, já que uma audiência expressiva acaba os aproximando da imagem de uma celebridade.

Os dados abaixo, de uma pesquisa de 2016 feita pelo YouPix, mostram esse efeito no Instagram, onde quem tem muito mais seguidores gera maior dispersão e menor engajamento:

400 a 500 seguidores > 7,8% de engajamento
900 a 1100 seguidores > 3,4% de engajamento

4,8K a 5,2K seguidores > 3,5% de engajamento
28,5K a 31,5K seguidores > 2,6% de engajamento
95K a 105K seguidores > 2,2% de engajamento
900K a 1,1M seguidores > 1,8% de engajamento

 

2 – Analise a relevância do influenciador

Segundo outro levantamento do YouPix, existem 7 tipos de influenciadores digitais que combinam fatores como:

  • Alcance – que é o tamanho da audiência que o influenciador possui
  • Ressonância – ou seja, a capacidade de engajamento e repercussão junto à audiência
  • Relevância – que é o quanto o influenciador e temas abordados por ele estão conectados com segmento ou valores da marca

Alguns são mais indicados para ações de awareness, humanizar e posicionar a marca, e outros podem até gerar resposta direta, com leads e conversões. Neste caso, o ideal é procurar um influenciador “Fit Celeb”, que possui total sinergia com o assunto da marca e alcance e engajamento com a audiência. O problema com esse perfil é que os profissionais costumam cobrar mais caro que os demais.

 

3 – Consulte quem são os nomes do momento

O Prêmio Influenciadores Digitais é um dos melhores termômetros para saber quais os nomes de influenciadores que estão em alta. Acompanhar os novos vencedores em cada categoria poderá sinalizar quais perfis são mais indicados para sua estratégia. Você não precisa se prender a estes nomes, claro, mas é importante saber quem são e se já atendem alguma empresa que concorre com você.

Depois, você poderá planejar sua escolha procurando nomes que podem ajudá-lo a divulgar seu e-commerce (ou produtos) para uma boa audiência e que tenha engajamento com o público e afinidade com sua marca ou estratégia. Uma boa dica é procurar os canais de Afiliados, que são especializados em encontrar influenciadores adequados para as necessidades de cada empresa.

Algumas empresas conceituadas em marketing de afiliados e que podem ajudá-lo a encontrar um bom influenciador são: Actionpay, Afilio, Consulta Remédios, DGMAX, DoubleClick, Effiliation, Lomadee, Mister Bell, Net Affiliation, Pampa Network e Zanox.

 

4- Analise resultados obtidos com sua estratégia

Você quis gerar cliques no e-commerce para que mais pessoas conhecessem sua loja virtual ou seu objetivo foi gerar vendas? Sua meta deve estar muito clara para você poder fazer análises corretas do efeito gerado com sua estratégia.

Avalie todos os dados e repense se os influenciadores escolhidos foram boas opções e se o canal contribuiu para gerar resultados para você. Lembre-se que você sempre poderá trabalhar com empresas diferentes ao mesmo tempo e mensurar resultados obtidos em cada uma.

Se fizer isso, apenas lembre-se de fazer uma análise comparativa entre canais para entender onde obteve maior retorno. Você pode replicar a mesma estratégia para outros canais de Afiliados ou pausar campanhas que não geraram resultados e realocar seu investimento para onde os influenciadores foram mais eficientes.

Outra dica é comparar resultados de cada canal Afiliado com outros canais de performance onde você invista, como Google AdWords, Facebook Ads, Retargeting, Comparadores de Preço e etc. Pode ser que sua melhor campanha de Afiliados gere menos branding do que sua campanha no Facebook Ads ou menos conversões que um comparador de preços. Ou, claro, pode ser o exato oposto disso.

Analisar os dados pode te ajudar a segmentar melhor seus investimentos e compreender o quanto as ações com influenciadores te ajudaram.

Close