Top Menu

 

post_blog_admatic_novembroSaiba quais são as responsabilidades de cada uma das partes durante as campanhas de marketing digital

Tanto o cliente quanto a agência tem algumas responsabilidades quando firmam um contrato e plano de marketing. A agência precisa do cliente para desenvolver o trabalho e o cliente deseja e tem o direito de acompanhar os resultados das campanhas. Essa relação precisa ser transparente e clara sobre os recursos disponíveis, ferramentas empregadas, prazos e melhorias.

Abaixo explicamos melhor como deve ser a relação entre agência e cliente.

Briefing:

a agência faz o briefing, mas quem pontua cada expectativa com as campanhas é o cliente. É o cliente que precisa definir se o foco será branding, receita, quanto pode investir e em quanto tempo espera ter retorno. Obviamente, se a exigência for pouco realista, a agência deve orientá-lo sobre o tempo necessário para amadurecimento das campanhas em cada canal.

Estratégia:

com base em um briefing, a agência fornece a expertise de sua equipe para definir quais estratégias serão implementadas. Qual a sugestão de canais a serem trabalhados, ferramentas úteis para aprimorar resultados, recursos e etc. Ela pode sugerir mais de um caminho, para orçamentos maiores ou mais restritos, e o cliente define se dará um passo inicial largo ou um passo menor rumo ao seu objetivo.

Dados:

a agência coleta, analisa e interpreta dados que mostram a efetividade da campanha. Quanto maior a qualidade e confiabilidade dos dados, mais chances do resultado dar certo. Ela identifica brechas, comunica ao cliente e sugere a redefinição de estratégias, como a pausa de canais, adesão à novos canais, aumento ou diminuição de investimentos, etc. A agência mostra, por meio dos dados, como ela interpreta suas ações e que está trabalhando para que os resultados saiam em breve.

Resultados:

a agência apresenta os resultados após o período estipulado ou explica porque houve atrasos para atingimento das metas. É importante também que o cliente tenha percepção de que deve trabalhar ao lado da agência: facilitando informações, recursos, autorizações e especificando o que deseja em cada etapa. Se a meta foi modificada, a agência deve saber disso e passar um novo orçamento com base nos recursos que serão exigidos para cumprir o aumento da demanda.

Os dois lados devem trabalhar juntos!

O cliente paga pelo marketing e espera uma agência preparada para identificar oportunidades, traçar planos de inserção da marca e produtos junto ao público e apresentar resultados que mensuram a eficácia desse planejamento. Quando ocorre um equívoco, ela sabe em que ponto o cliente está travando: antes do clique, após o clique, no carrinho de compras, etc. Com isso, a agência consegue determinar o que precisa ser melhorado naquela etapa para a transição ocorrer.

Já o cliente precisa facilitar todo o trabalho da agência: ele precisa comunicar muito bem quem é a empresa, como ela quer se posicionar, para qual público e ter noção de quanto consegue alavancar com o marketing. O cliente precisa entender que os métodos mais rápidos tendem a ser os mais caros também e que estratégias eficientes e baratas levarão mais tempo para que os frutos sejam colhidos. Na dúvida, vale solicitar uma previsão da agência para acompanhar melhor a trajetória de cada canal.

Quando o papel das duas partes fica claro é mais fácil entender onde poderá ocorrer uma ruptura e como melhorar a relação entre ambos para que construam juntos uma base para o marketing da empresa.

Close