Top Menu

O Viral acabou! Agora é preciso investir para ganhar alcance nas redes sociais – Uma pesquisa realizada pelo Ibope Media indicou que no Brasil somos 105 milhões de internautas, desses, 87% são ativos e utilizam a internet pelo menos uma vez por semana. Esse é um fenômeno que tem ocorrido em todo o mundo, o que fez surgir uma série de empresas relacionadas a internet – o Vale do Silício que o diga.

Redes Sociais

Esse cenário fez com que as redes sociais surgissem aos montes e, com elas, uma das principais dificuldades enfrentadas pelas startups: encontrar a rentabilidade do negócio.

Empresas como Twitter, Instagram e Facebook apostaram na publicidade para conseguir levar dinheiro para “dentro de casa”, oferecendo espaço para anúncios.

Em 2013, o Facebook abriu a possibilidade de criar anúncios dentro da rede social, que hoje, de acordo com dados da Hitwise é a mais acessada do Brasil. No final de 2014, anunciou que iria fazer alterações em algorítimos (eles avaliam, verificando quem oculta e quem engaja na publicação, conforme a audiência do post, assim, é determinado se serão exibidos ou não no feed de notícias) e com isso diminuir o alcance de posts não pagos – quem trabalha com redes sociais sabe como isso impactou o mercado. Agora, não existe mais mídia social gratuita, se sua empresa quiser anunciar e ter um retorno do investimento, terá que empregar tempo e dinheiro em produzir anúncios de qualidade nas redes sociais.

E vamos combinar uma coisa? Não é nada fácil conseguir “ultrapassar” esse algorítimo e impactar uma base qualificada sem gastar muito, né? Separamos algumas práticas que podem te ajudar a melhorar sua performance e a otimizar os custos, confira!

Surpreenda!

Chamar atenção e ser criativo é indispensável para obter engajamento de seu público. O consumidor não gosta de nada muito comercial, por isso, quanto mais bem elaborado e criativo for seu post, mais engajamento ele terá e, consequentemente, mais alcance.

Imagine-se no feed de notícias, onde aparecem inúmeras fotos, propagandas e posts, você só vai dar atenção àquilo que te prender de alguma forma. Pode ser o título, a imagem ou qualquer outro elemento que te agrade. É exatamente esse tipo de post que agrada o cliente, algo que tenha a ver com ele, principalmente se não for mais do mesmo. Seja ousado, inove, surpreenda! 

Algumas ações podem ser usadas como benchmark, como a chinesa Xiaomi, que inovou na comunicação entre cliente e lojista e a Hellmanns, que pelo Twitter possibilitava que o cliente dissesse o que tinha em sua geladeira para receber receitas baseadas nesses ingredientes. Confira nos links abaixo:

Segmente!

Os anúncios pagos tem muitas vantagens em relação ao orgânico, aumentam a visibilidade, garantindo que mais pessoas sejam alcançadas, além disso, é possível selecionar seu público alvo, por idade, região, sexo e segmentar ações para usuários com o mesmo perfil que seus atuais seguidores. As ferramentas existem e todos sabem, mas é preciso utilizá-las. O primeiro passo será separar sua base – se você ainda não tem uma base estruturada deve correr para desenvolver uma, isso será fundamental.

Você pode criar diferentes grupos de anúncios, seguem alguns exemplos:

  • Usuários que já compraram em sua loja
  • Consumidores que realizaram uma compra há mais de 60 dias e não voltaram
  • Clientes recorrentes – defina recorrentes para seu negócio, já que pode ser clientes que compram toda semana, a cada 10, 15 ou 20 dias, ou ainda outros períodos
  • Usuários que visitaram sua loja e ainda não se tornaram clientes
  • Grupos com perfis semelhantes aos seus seguidores atuais

Existem várias possibilidades de segmentação de grupos de anúncio. Se você tiver dificuldades em lidar com esse tipo de base, o Google oferece o customer match, que possibilita segmentá-los levando em consideração modelos similares aos apontados acima. Você pode, por exemplo, oferecer ações diferenciadas para cada grupo, como descontos, ações de frete ou qualquer outro “algo a mais”. Sim, isso é possível, mas vale lembrar que você precisa ter o banco de dados bem estruturado.

A conta chega, por isso cuidado com seu investimento

Mudanças de algorítimos continuarão acontecendo, o alcance de hoje certamente não será o mesmo daqui algum tempo, mesmo os pagos. Lembre-se que as empresas de tecnologia estão sempre buscando a melhor experiência para o seu usuário e isso passa pela assertividade do conteúdo apresentado, cada vez mais personalizáveis.

Campanhas de performance estruturadas em segmentação e criatividade são menos impactadas e tem menos chances de se tornarem vitimas das mudanças em canais – principalmente Facebook e Google, que estão ditando as regras do mercado – além, claro, de otimizarem as campanhas, conseguir melhorar o ROI e aumentar o “tempo de vida” dos clientes junto a sua marca. Inspire-se!


Img_fim_post
VOCÊ ESTÁ PRONTO PRA FICAR NO CONTROLE?
Conheça ADMATIC, um software de gestão para campanhas de marketing de performance.
Crie e gerencie todos os seus XMLs em um só lugar ou analise e otimize suas campanhas de search, retargeting e afiliados. Faça tudo em menos tempo e consiga mais resultados!

SAIBA MAIS | SOLICITE CONTATO DOS NOSSOS CONSULTORES

Close