• RJ +55 (21) 3504.7444 - SP +55 (11) 3454.3274
  • [email protected]
Top Menu

estratégia de marketing

O marketplace é utilizado por gestores de e-commerces com os seguintes objetivos: aumento da performance de vendas e melhoria da exposição de suas lojas, que são destacadas em alguns dos maiores varejistas do país.

Ele pode ser entendido como um canal de divulgação por distintas razões, sendo uma das principais o fato de o modelo de negócio ser uma espécie de parceria com lojas consagradas junto ao grande público, e que permitem, dentre vários outros aspectos inerentes ao modelo, a exibição da marca do vendedor.

E para que o gestor consiga atingir melhores resultados, se faz necessário estruturar todos os processos que precisará trabalhar para divulgar seus produtos nos marketplaces, ao mesmo tempo que mantém sua estratégia alinhada com os objetivos do e-commerce.

Alguns aspectos que os gestores devem considerar ao desenvolver a estratégia de marketing do e-commerce e do marketplace são:

 

1 – Marketing do e-commerce

Nessa etapa os gestores analisam o próprio negócio, incluindo o target que desejam atingir  e definem a estratégia de divulgação de seus sites e produtos. A estratégia de marketing deve contemplar ações em mídias digitais, inbound marketing e canais de performance, como comparadores, buscadores, afiliados, retargeting e e-mail marketing. O gestor tem total autonomia para definir onde irá expor os itens que vende e como pretende se relacionar com o público. Porém, ele precisa se ater em empregar a linguagem mais adequada para o canal escolhido.

 

2 – Marketplace como canal de performance

O gestor precisa definir quais marketplaces fazem mais sentido para sua estratégia de negócio e posicionamento no mercado. Os mesmos passos seguidos para a escolha dos canais de marketing que serão utilizados pelo e-commerce, devem fazer parte da seleção dos marketplaces em que deseja vender – target, comissão, perfil de produtos comercializados e outros aspectos devem ser analisados. Como o investimento a ser feito será sempre com base na venda realizada, é importante estar nos principais canais.

Para não se perder na administração de todo eles, o mais indicado é que se utilize uma integradora de marketplace, que além de contribuir no processo de integração, serão fundamentais para o gerenciamento das vendas. O marketplace precisa ser direcionado pelo time de marketing como um canal de performance, já que os produtos são divulgados e o varejista paga apenas uma comissão por venda concretizada. Por isso, ele também deve ser mensurado, analisado e reestruturado como qualquer campanha que você costuma fazer.

 

3 – Marketing indireto via marketplace

É importante ponderar que o marketplace irá ajudar sua loja a se popularizar quanto maior a relevância de seu produto. Se o cliente buscar pelo produto “x” e sua loja o oferecer por um preço e frete competitivos, bom prazo de entrega e, ainda, tiver boa reputação, isso irá atrair mais clientes para seus produtos. É preciso entender que os marketplaces estão amparados por lojas que investem em ações de marketing. Se seu produto for destaque no marketplace, isso aumenta o número de vendas de seu negócio.

 

4 – Marketing pago no marketplace

Um forma diferente de melhorar sua exposição no marketplace é investindo em campanhas patrocinadas dentro dos canais. Já existem soluções nesse sentido como é o caso do B2W Ads, da B2W Marketplace, que oferece um sistema de anúncios semelhante aos links patrocinados do Google Adwords. O modelo também é baseado em Custo Por Clique (CPC) e é possível reverter parte da verba arrecada com as vendas dos produtos para créditos nesta plataforma.

 

Alinhando as estratégias adotadas

Após a definição de cada uma dessas etapas, é necessário estabelecer uma comunicação entre os canais. Entenda que sua loja ficará em evidência nos marketplaces, caso você seja competitivo e alcance as posições de destaque, mas isso exigirá que você monitore mais sua marca, gerencie melhor processos e esteja preparado para crescer.

É natural também que os clientes satisfeitos com a compra fiquem menos resistentes em adquirir produtos diretamente de sua loja virtual. Com isso, não deixe de planejar ações para manter seus clientes vindos do marketplace e até mesmo segmentar campanhas de e-mail marketing, retargeting, com atenção a esse consumidor.

Da mesma forma, estar no marketplace é vantajoso para capturar aquele cliente que até pode ter se interessado pelo produto que você vende no e-commerce, mas que pretende fazer uma única cesta contendo este item que gostou e outros, de categorias muito diversificadas. A venda para esse consumidor, e que seria perdida no site, terá mais chances de conversão no marketplace.

Quando a estratégia de marketing do e-commerce e do marketplace estão alinhadas, é mais fácil ampliar ROI, receita e até mesmo o branding da sua marca.

Close