• RJ +55 (21) 3504.7444 - SP +55 (11) 3454.3274
  • [email protected]
Top Menu

Por que algumas empresas contratam plataformas de inteligência de preço se elas podem obter dados de preço de concorrentes acessando os comparadores de preço?

Se você costuma fazer esse tipo de pergunta, vale a leitura deste artigo. Na verdade, como veremos mais adiante, os dois sistemas são muito diferentes e, nem de longe, um comparador de preço pode dar insights precisos para o gestor (inteligência competitiva), assim como uma plataforma de inteligência não é orientada para a divulgação de seus produtos.

Abaixo explicamos o que é e para que serve cada ferramenta.

Como funciona um comparador de preço?

O comparador de preço é um canal de marketing de performance. Ele é uma plataforma onde empresas anunciantes expõem seus produtos para o consumidor final, de forma semelhante a qualquer sistema publicitário. Os lojistas divulgam a imagem, informações e preço dos produtos e os clientes podem, por meio destas plataformas, comparar preços de todas as lojas virtuais que oferecem o mesmo item.

Como é uma mídia que destaca o preço e onde os clientes costumam principalmente buscar por ofertas mais atraentes, é ideal que o lojista exponha ali apenas os itens que possuem um preço realmente competitivo – ou seja, muitas vezes um lojista pode ter o item, mas decidir não divulgá-lo no comparador porque não quer investir ou porque seu preço é pouco competitivo.

Quem acessa os dados do comprador está vendo apenas uma seleção de produtos, provavelmente com o preço competitivo, e patrocinados por e-commerces que decidiram divulgar seus itens neste canal de marketing para que ele fosse visto e adquirido pelas pessoas.

Por que é arriscado um lojista criar estratégias apenas embasadas na visibilidade do comparador de preço?

Porque, como dissemos, o comparador nos trás uma visão parcial do mercado, excluindo todos os outros itens de outros e-commerces que não investiram nesse tipo de divulgação. Como a leitura seria rasa e precipitada para compreensão do mercado, um varejista orientado por essa visão poderia tomar decisões erradas e que gerem prejuízos.

Além disso, os dados de um comparador são restritos ao preço do item e são informações “soltas”, ou seja, não há um propósito inteligente orientado ao atingimento de uma meta de receita para o lojista, como ocorre nas plataformas de inteligência de preço.

Como funciona uma plataforma de inteligência de preço?

A plataforma de inteligência de preço não é um canal publicitário. Ela é sim um sistema orientado a identificar preços, porém focando em uma gama de necessidades que o lojista espera obter para conhecer melhor o mercado, seus concorrentes, ter uma percepção de seu posicionamento e, com isso, tomar ações que lhe garantam vantagens competitivas.

Neste caso, o lojista terá uma ferramenta de inteligência equipada com dashboards, análises diversificadas com gráficos, filtros e, em alguns casos, podendo até executar ações administrativas associadas ao preço diretamente na plataforma. O lojista pode, por exemplo, criar regras de alteração automatizada de preço com base nos concorrentes, entender melhor seu negócio, posicionamento mercadológico e ter insights aprofundados de que ação tomar.

Por que a plataforma de inteligência de preço não é a melhor forma de divulgar um produto?

Porque ela não é, de nenhuma forma, um canal ou uma mídia publicitária. Ela é sim um sistema estratégico para definição do posicionamento mercadológico que a empresa irá tomar. Ela pode indicar, oferecer soluções para a criação de estratégias promocionais – em especial, quanto a alterações de preço e frete – mas, não divulga o item.

A plataforma de inteligência embasa a estratégia do lojista de, por exemplo, subir ou baixar preços – aumentando a margem de lucro ou a quantidade de itens vendidos. Ela também permite que o lojista altere seu preço (no e-commerce, campanhas) através dela. Enquanto o comparador e outros canais de marketing são formas de comunicar os clientes sobre as ações promocionais e qual a oferta praticada pelo item vendido.

Caso tenha dúvidas sobre esse tema, deixe seu comentário abaixo que iremos respondê-las!

Close