Top Menu

post_blog_admatic_setembro_7_coisas_gestao_marketing

O marketing digital deve ser tratado de forma estratégica por seu negócio. Mas antes de desenvolver um projeto você precisa saber de alguns pontos importantes, que farão toda a diferença para o sucesso de suas campanhas.

1) Sem boas métricas, nada feito

Se os dados que você tem são superficiais ou pouco significam em termos de resultado para o negócio, fica difícil que o marketing seja algo convincente. Os analistas de marketing terão um trabalho imenso para provar aos gestores que 1 + 1 é 2, se os resultados foram algo muito abstrato. Por isso, no marketing digital, em algum momento é preciso escolher métricas sólidas como: cliques e conversões e não simplesmente o tráfego que um e-commerce obtém por mês.

2) Quem utiliza ferramentas de gestão vai mais longe

Fato que quem trabalha com ferramentas de gestão de marketing vai muito mais longe do que quem coleta dados de forma manual, faz cálculos pouco precisos e perde um tempão nesse trabalho todo. Quem usa ferramentas de gestão tem maior visibilidade do marketing, gerindo melhor os resultados de canais, categorias mais vendidas, ticket médio, ROI, conversões e outros dados essenciais na gestão.

3) O ROI é muito, mas não tudo

O ROI é, sem sombra de dúvidas, um dado importantíssimo, mas se ele for alto e a margem de lucro for baixa, será difícil sustentar o negócio. Claro que ninguém precisa abdicar dessa métrica, mas ela não faz nada sozinha: calcule a margem de lucro total gerada pelo marketing e o LTV do seu cliente, ou seja, o valor do ticket médio do pedido x o número médio de compras por cliente x média de tempo de retenção. Se oriente por todas as métricas que importam para o negócio e não se perca deslumbrando demais uma só.

4) Maus resultados podem significar más estratégias

Um canal de marketing não é necessariamente ruim só porque você não conseguiu converter uma venda através dele. Você precisa saber como o cliente compra seu produto: ele se interessa pelo preço? A imagem é um fator mais relevante? O que conta na hora dele comprar? Saiba isso e reajuste as velas. E, claro, se o canal for mesmo ruim para o negócio, melhor direcionar o investimento para outros espaços.

5) É preciso agir rápido (mas com confiança)

O marketing pode ter muito a ver com capturar boas oportunidades: há momentos em que aumenta a procura por um produto e todo mundo começa a falar nele. Outras vezes é um concorrente forte que está sem estoque para o produto vendido. Cada deixa pode ser um momento adequado para o marketing tomar uma decisão que melhore as vendas. Só que essa ação, embora deva ser tomada rapidamente, precisa ser amparada por confiança e boa visibilidade do efeito que ela terá para o negócio.

6) Maus dados podem ser pior do que nenhum

Se você não consegue manter um nível de confiança nos dados que tem em mãos então pode fazer tudo errado: tomar más decisões, queimar o orçamento e ficar à míngua, sem resultados. Ao não ter nenhum pelo menos você já sabe que está tateando no escuro, já os dados pouco confiáveis podem te passar a impressão de que sua gestão de marketing está ok, embora ela não esteja.

7) Quanto menos dispersa a gestão, melhor

Se você trabalha com quatro ou cinco ferramentas diferentes para controlar a performance do seu marketing, e para campanhas semelhantes, então há muita chance de algum dado escapar do seu controle no meio do caminho. Por isso, centralize toda a gestão que puder e trabalhe com o mínimo de plataformas possível: além de maior confiabilidade na gestão de marketing, você irá ganhar tempo!


Close